Movimentando 172
NÚMERO 172-OUTUBRO 2020

Matéria 01 de 09

EDITORIAL

Estratégia de apresentação do Sistema Único de Mobilidade (SUM).

Neste último trimestre de 2020, o Instituto MDT desencadeou uma estratégia visando mostrar a estrutura e o funcionamento de um futuro Sistema Único de Mobilidade (SUM).

Em outubro, o Instituto MDT produziu seu primeiro debate virtual justamente sobre o tema do SUM, com a participação de especialistas que puderam dar seu testemunho sobre a construção, a operação e a defesa de sistemas cuja estruturação e funcionamento formam a base da ideia do SUM: o Sistema Único de Saúde (SUS), que vem se mostrando imprescindível na pandemia, e o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), igualmente crucial nestes tempos de crise sanitária e retração da economia e do emprego.

O Instituto MDT tem levado a proposta do Sistema Único de Mobilidade (SUM) para uma série de entidades parceiras, receptivas a novas ideias no campo da mobilidade urbana. E obteve espaço ainda na Comissão Especial de Transporte e Mobilidade Urbana, da OAB – Nacional, esperando obter apoio desse organismo no sentido de estimular a discussão da proposta dentro das regionais da OAB, a começar pelas comissões internas de mobilidade urbana.

Ao apresentar a estrutura da ideia do Sistema Único de Mobilidade (SUM) e como essa estrutura será colocada em operação quando o sistema estiver aprovado, buscamos deixar claro que embora seja um sistema complexo, é, sobretudo coerente, factível e de implementação não tão complicada.

O Sistema Único da Mobilidade (SUM) deverá trazer a garantia de segurança para gestores, operadores e principalmente usuários dos sistemas públicos coletivos de transporte urbano e metropolitano, com transparência e controle social, e finalmente fazer o Estado Brasileiro ficar estruturado para prover o Transporte Público de Qualidade um serviço essencial e um Direito Social.

NAZARENO STANISLAU AFFONSO
Diretor Nacional do Instituto MDT

WESLEY FERRO
Secretário Executivo do Instituto MDT

Voltar